encontre um tratamento

sábado, 23 de julho de 2011

Vontade estranha

Para escrever sobre algo preciso de motivação. Passando pelo blog adorável crítica observei o seu post que falava sobre um momento em que estaria passando e, o que mais me chamou a atenção foi seu desejo recôndito de matar alguém. Óbvio que, como todos, eu já tive vontade de matar outra pessoa. Todo ser que respira já teve vontade de ferir alguém; de matar outro ser; de dar cabo da própria vida; de quebrar algum objeto, sei lá! Alguma vontade que estivesse implícita dentro do seu atroz ser.

Nós humanos sentimos necessidades carnais, como os animais sentem e não se esqueçam que somos um, porém com uma grande diferença: Pensamos. E já dizia algum poeta: “O homem é único animal que ri e rindo mostra o grande animal que é.”

Sim animal! viu agora posso te chamar assim, pois você sabe que é um O pensamento, aliás, o conflito deles nos faz ser quem somos. Vejam, se não existisse religião creio que haveria milhares de mortes todos os dias por motivos torpes, mas a religiosidade ensinada faz com que a pessoa aprenda a amar o próximo e isso restringe a sua carne.


Há também de se falar daquilo que nós chamamos de “aprendizado de vida” que é nada mais do que uma experiência adquirida com aquilo que vimos e criam em nossas mentes condutas de embate e preparo a tal situação.

Somos humanos completamente doutrinados a fazer o bom e belo “social”, e se fugir dos padrões prepare-se para ser chamado de louco, por isso existe uma linha que nos separa da loucura: a sociedade. Há, entretanto, de se comentar que de perto ninguém é normal e todos tem um pouco de maluco. Vai me dizer que você nunca se pegou fazendo algo que não teria coragem de fazer na frente de muitas pessoas? Tipo dançar que nem um doido ouvindo música alta dentro de casa.

A grande verdade é que nós somos controlados por um bem social, até porque fazemos parte de uma sociedade e se você tentar fugir um pouquinho, já pode ser considerado esquizofrênico leve. Há uma imposição do Estado sobre o humano que é chamado poder coercitivo.

Agora, se não concordar com o que disse e quiser sair na rua pelado ou quem sabe com um corte de cabelo exótico, ou experimentar matar alguém, alegando que é livre pra fazer o que quiser, faça e depois me conte o resultado se puder.

E você já teve vontade de matar alguém? Por quê?

8 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Vontade de matar alguém? Sim, várias vezes. (Nesses últimos dois meses então...) hehe
    Na verdade, dizer que "nunca quis" seria hipocrisia. E digo mais: todos já sentiram isso ou coisas similares.
    A diferença entre o sentir e o realizar está na ideologia ensinada pelas sociedade e igreja, que restringe nossos impulsos carnais, através do "contrato social", para que não saiamos por aí pelados (ok, esqueçamos do carnaval), atirando ou comendo um ao outro (refiro-me tbm aos canibais).
    Portanto, o SERUMANO necessita de estar submetido a uma autoridade que garanta o bem estar geral, embora haja pessoas que mesmo assim, saem matando e escondendo o corpo em rio, em motel, dando os ossos pra Pitbull comer... anyway, cometendo todo o tipo de atrocidades, reafirmando o que disse Thomas Hobbes, "o homem é o lobo do homem".
    E tudo o que escrevemos não é nada mais nada menos que a filosofia dele, em "Leviatã". Somos cultos, não?
    .
    E viva a Monarquia! rá!

    ResponderExcluir
  3. Engraçado, ja me disseram que sou louco varias vezes.

    ResponderExcluir
  4. Sou Louco.. Isso eu sei..rsrs

    Hoje novamente eu desejei ter uma arma, entrei no onibus rumo ao trabalho e tinha 4 pessoas escutando Funk no ULTIMO volume, imaginei toda a cena se eu tivesse uma arma:
    - Vocês 4.. Descem agora! Os Passageiros não merecem ver o que vocês vai ganhar..

    Ao decerem, daria tiro na Coluna.. Não mataria, apenas deixaria na cadeira de rodas, e ainda diria: Agora vocês tem um carro, podem ouvir funk nele!

    O Pior que no meu trabalho tem um cara 100x pior que eu, ele é psicopata e anti-social mesmo, tem coisas que ele diz que é preciso matar a familia toda para garantir que nenhum DNA daquele volte ao mundo. O cara tinha coleção de Facas para ter idéia.

    Sou muito assim sabe, revoltado! Eu cortaria a mão de Politico que rouba, deixaria aleijado motoqueiros que passam em farol vermelho, atiraria no pneu de carro que passa no farou vermelho, atropelaria pedestre atravessando embaixo da passarela e deixaria um bIlhete: Morreu por não respeita as regras e não merece viver em um mundo com regras,

    Policias corruptos faria a mesma coisa, mataria e deixaria Bilhetes dizendo: Morreu por que é Corrupto! Ou seja, eu faria questão de deixar uma "Resposta" a familia e a sociedade, dizendo o por que ficou aleijado, ou morto.

    valeu por citar o Blog.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Isso é típico do ser humano. Agora imagine se não houvesse um controle por parte do Estado com seu poder coercitivo e até mesmo através da religião? A situação estaria bem pior e não duvido nada que eu ou até você, já teríamos realizado nossas "vontades estranhas" por aí.

    ResponderExcluir
  6. Franklin,
    não, sinceramente nunca tive vontade de matar ninguém, mas veja a contradição, sei que sou capaz.
    Mas justamente por sermos animais " racionais" é que controlamos nossos impulsos, principalmente os mais, eu diria, " selvagens".
    Imagine se deixassemos nossos pensamentos fluindo livremente ? Fazer sexo na rua. Gritar com um chefe chato. Socar alguém.
    O autocontrole é que nos faz seres mais ou menos saudáveis.
    Hummm , é por aí !
    Sim, matar , nunca tive vontade, mas dar umas porradas já tive sim. Mas sou controlada, justamente por ser passional...etc e tal.

    Post filosófico.
    Sim, gostei do seu comentário no blogue.

    Beijão

    ResponderExcluir
  7. Gargalhando com os comentários daqui!!!
    Eu sabia que o povo era doido, mas a forma que mostram essa loucura é hilário... kkkkkk

    ResponderExcluir